Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007
Inflamações Intestinais

  A enterocolite necrotizante (denominada, também, de NEC) é um quadro inflamatório intestinal, potencialmente grave, ao que se associa uma baixa tolerância à alimentação, distensão abdominal e uma deterioração clínica geral. A radiografia abdominal, assim como, as análises clínicas são instrumentos preciosos na sua detecção. O seu tratamento consiste em submeter o bebé a uma dieta, com alimentação intravenosa e na administração de antibióticos. Por vezes é necessária a realização de uma cirurgia.

.



publicado por roupitas às 09:58
link do post | comentar | favorito

10 comentários:
De JoanaTorrado a 7 de Novembro de 2007 às 11:02
Bom dia.

O vosso trabalho neste blog merece estar em destaque na Homepage do SAPO e na Página Principal dos Blogs (http://blogs.sapo.pt).

Parabéns e boa continuação :)


De Carla Henriques a 7 de Novembro de 2007 às 12:03
Olá
O meu nome é Carla e quero dar os parabéns a este blog pelo seu destaque no Sapo mas, principalmente por se dedicar aos mais pequenino (no verdadeiro sentido da expressão). Tenho um filhote com 3 anos que teve pressa de nascer. Nasceu às 32 semanas com 1,535kg . Sei que já nasceram bebés bem mais pequenos e com muitos mais problemas, mas para mim foi um grande sofrimento, principalmente ir para casa sem o levar comigo. Agora está um "home gande" e é sem dúvida um espirito lutador.
Felicidades


De Crisálida a 7 de Novembro de 2007 às 16:48
Maravilhoso o seu blog! Eu tenho uma filha de 6 anos que nasceu com mielomeningocele. Não nasceu prematura, mas passou por uma rotina intensa em hospitais nos primeiros meses de vida, então só tenho a te parabenizar com tão belo trabalho, porque das coisas que mais precisei, quando minha filha nasceu, foi de informações, e a internet que me ajudou muito. Na ápoca não existiam blogs, e tive muita ajuda no fórum de um site brasileiro destinado à amantação. Muitas profissionais da pediatria estavam sempre de plantão ajudando as novas mamães e colocando artigos maravilhosos, escritos de forma que nós, mães leigas em medicina, pudéssemos entender e sermos ajudadas.
Parabéns pelo blog, ele merece estar sempre em destaque!
Beijos e boa sorte!


De Susana carvalho a 7 de Novembro de 2007 às 19:05
olá meninas
não posso de deixar comentar o vosso blog, uma vez que não é comum informação sobre este tema
a minha irmã também nasceu prematura com 1,955 Kg e gostaria de falar convosco ssobre este tema.
adorei mesmo
boa sorte!


De Sosuzy a 8 de Novembro de 2007 às 15:37
Parabéns pelo destaque


De Regina Maria Nogueira de Sá Gialorenço a 10 de Dezembro de 2007 às 03:57
Tenho 4 filhos Paula,22 /Ivan 21 Mariana,17 e Fernanda,7 ) todos prematuros, sendo 6 meses- 890 g, 7-1440,7-1500 e 8-1790 g respectivamente. A Paula teve enteroculite necrotizante, hidrocefalia onde várias cirurgias foram feitas (ficou 5 meses na incubadora) foi para casa estava com 1990 Kg , pois foi diagnosticado carência afetiva , os outros também ficaram na incubadora : 40,28,18 dias respectivamente.
Hoje posso afirmar que sou uma mãe abençoada, pois tive 4 bebês PIG hoje perfeitos e sem sequelas, APaula é formada em Turismo, Ivan cursa Computação, Mariana está prestando vestibular para Oceanografia e Fernanda foi para 3a . série.
Vale ressaltar que a vida dos meus filhos se fez valer pelo empenho dos pediatras e enfermeiras, assim como os recursos que o Hospital onde nasceram.
Grande Abraço


De Helena G a 3 de Maio de 2008 às 21:33
Gostaria de saber se na fase de pré adolescência de seus filhos você teve alguma preocupação quanto ao aparecimento de doenças como consequência do tamanho ao nascer? Foram recomendados exames específicos para acompanhamento do crescimento?


De roupitas a 5 de Maio de 2008 às 12:20
Olá Helena G, tenho muita pena mas não posso esclarecer a sua dúvida. Este blog faz parte de um trabalho, do 12º ano logo nós apenas temos 18 anos e por isso como pode imaginar ainda não temos filhos. Eu, Ana tenho uma irmã que nasceu prematura e é um pouco nisso que nos apoiamos para desenvolver o blog, mas ela apenas tem 4 anos e essa questão nunca ocorreu. Por isso a única coisa que posso aconselhar é dirigir-se ao pediatra do seu filho e colocar a questão.
De todo o modo nós iremos pesquisar sobre o assunto e se conseguirmos alguma coisa publicamos.
Obrigada.
Ana, Liliana, Rita e Sandra.


De HELENA G. FRANCISCO a 24 de Maio de 2008 às 14:31
Gostaria de fazer contato com a Srª Regina Maria de Sá Gialorenço. Seria possível que vocês me enviassem o e mail dela ou o meu para ela com a solicitação de contato?

Grata

Helena - BRASÍLIA


De Helena G a 11 de Maio de 2008 às 15:01
Desejo contato com a Srª Regina Maria Nogeueira de Sá Gialorenço. Por favor se vocês puderem encaminhar meu e-mail a ela ou enviar o dela ficarei muito grata.

Helena


Comentar post

.mais sobre nós
.Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
27
30
31


.posts recentes

. Dia Mundial da Criança

. Trocar o berço pela cama.

. Como lidar com as mentira...

. Educação : Castigar ou nã...

. Brincadeiras dos 4 aos 6 ...

. A criança aos 6 anos

. A criança aos 5 anos

. Desenvolvimento da crianç...

. O terceiro aniversário

. Sugestões

.Contador de visitas
Estadisticas y contadores web gratis
Estadisticas Gratis
.Visitas no blog
online
.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.links